VerArtigos
XLIX Juntança de Primavera
Criado por jvieira em 2/25/2017 9:13:49 AM

XLIX Juntança de Primavera

1 de Abril de 2017 em Murça


Foto de CEGTAD.

         

Caros Confrades

Por ordem e mandato do nosso mui ilustre, notável e respeitável Grão-Conselheiro, António Nazaré Pereira, acreditado consiliário da nossa Confraria, venho convocar a nossa cosmogónica, pantopolista, epigramática e celebérrima grei, para concorrer à [XLIX] Juntança de Primavera.

Assim, logo pelas nove horas e trinta minutos da manhã do dia um do mês de Abril, (sem enganos) ano da graça de dois mil e dezassete, em Murça aguardamos no Parque Urbano todos os confrades para a celebração dos dias longos da recente entrada Primavera

Murça, a quem D. Sancho I no século XIII no ano de 1224 concede carta de povoação, é também a terra de mui ilustres Confrades. Foi D. Dinis que concedeu foral a Murça e D. Manuel renova-o com um foral-novo nos inícios do século XVI. O concelho só vai adquirir a atual configuração nos finais do século XIX, depois de receber Carva e Vilares em 1853 e acolher Jou em 1895.

O Município de Murça, centro do universo, diz o Confrade Paulo Calvão, vai honrar-nos pelas dez horas na Loja do Parque Urbano com o seu vinho do porto e alguns frutos secos.

Por volta das dez horas e trinta minutos é tempo de dar início ao XLIX Capítulo Geral de Primavera no Auditório Municipal, e onde seremos mimados com um interlúdio musical.

Pelas onze e quarenta e cinco minutos e acompanhados pelo nosso Mestre de Ritos e Cerimónias seguiremos em cortejo para visitar o ex-libris desta vila -A Porca de Murça e as Caves de Murça, donde partiremos em autocarro para o almoço no Restaurante Miradouro, dando assim hipótese de alguns lembrarem as famosas curvas de Murça.

Para o almoço, pelas 13 horas e quinze minutos, o nosso Grão Restaurador (murcense) e a nossa Vice Grão-Mestre acertaram que a comida seria uma homenagem aos produtos da terra e por isso não irá faltar a bola de carne, o queijo de cabra, as perdizes avinagradas, a sopa de cebola, o famoso cabrito assado e o conventual toucinho-do-céu, legado gastronómico das freiras beneditinas. Para rematar e para quem quiser haverá maçãs do planalto de Murça e laranjas do Douro.

A nossa Grã-Escanção sugere-nos toda a gama de produtos das Caves de Murça.

E porque já temos nesse dia mais uma hora de luz estão todos convidados aí pelas quinze horas e trinta minutos a visitar um baluarte patrimonial que é o Crasto de Palheiros -uma fortificação castreja tipicamente celta onde seremos acompanhados por quem sabe disso e que o Município fará o obséquio de organizar.

Por agora falta apenas dar-vos nota que a carestia prevista para o evento serão 40euros.

Aparecei com espírito aberto para visitar esta terra de grandes contrastes paisagísticos e vereis se é efetivamente o centro do universo.

Façam o favor de informar o Diretório dos Notáveis (confraria.trasosmontes@gmail.com) quantos vamos estar a celebrar a Primavera.

E diz a Vice Grão-Mestre da nossa Confraria.

Maria Isabel Xavier Escudeiro

print
rating
  Comments

There is no comment.